Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

simply ana

Simplesmente eu.

simply ana

Simplesmente eu.

Sex | 17.02.17

No viajar é que está o ganho

Fevereiro é sempre o mês eleito para as minhas viagens. 

É epoca baixa, conseguem-se muito bons preços e evitam-se enchentes de turistas. Tudo em bom, como se quer. 

Este ano, a Irlanda foi o destino. 

Fica aqui pertinho (para quem não sabe estou a viver no uk), uma pessoa entra no avião, levanta voo e quando dá por ela já está a aterrar. Para além disso, tenho familia em Dublin, o que significa alojamento gratuito, coisa bastante importante para viajantes pobretanas low cost como eu. 

Mas vamos lá aos pormenores que interessam:

 

Dublin é uma cidade pequenina, um fim de semana é suficiente para ver tudo o que importa. Não é preciso perder muito tempo em transportes, a não ser que fiquem alojados muito longe do centro (foi o que me aconteceu) porque a cidade vê-se muito bem a pé. 

A cidade é caríssima. Tudo. É um exagero. Se quiserem entrar em monumentos e museus, informem-se bem e escolham aqueles que valem mesmo a pena. Aconselho entrar na biblioteca do Trinity College, onde foram gravadas algumas cenas de Harry Potter e onde está guardado o Book of Kells.

Existem vários museus que podem visitar. Por exemplo eu visitei o Irish Museum of Modern Art (não achei nada de especial apesar de ter visto uma boa exposição de Lucian Freud) e fiquei-me por aí. 

Aconselho uma visita ao "quarteirão" Temple Bar, uma zona cheia de pubs e que preserva ainda a traça medieval da cidade. 

Como disse, não fiquei alojada no centro de Dublin. O meu spot durante 5 dias foi Bray, uma cidadezinha costeira, encostada a Dublin, muito engraçada. 

Acho que vale a pena, se tiverem tempo, dar um saltinho até lá. Uma coisa muito porreira de se fazer é um passeio até Greystones. Podem começar a caminhada em Bray, seguir até Greystones (cerca de 6km) e regressar a Dublin de DART (comboio). Os trilhos atravessam uma montanha, Bray head, sempre com o mar em plano de fundo e a linha de DART um pouco mais a baixo. É lindo. Infelizmente, não consegui ir até Greystones, estava um dia horrível, com muito vento, chuva e frio de rachar, por isso, abandonamos a caminhada a meio. No entanto, fiz uma viagem de DART desde Dublin até Bray e adorei. A linha vem sempre junto ao mar e as paisagens são lindas. 

Um sitio onde não fui e gostava de ter ido foi ao vale monástico de Glendalough. Mais uma vez, o mau tempo fez-nos desistir da ideia. Pelo que vi em fotos e pelo que todas as pessoas me disseram é um local a não perder. Terá de ficar para uma próxima. 

Ainda em Bray, acho que devem dar um saltinho ao pub The Harbour Bar. É um típico pub irlandês, com um ambiente espetacular. Claro que em Dublin encontrarão um pub em cada esquina, por isso, escolham um e aproveitem, é daquelas coisas que se deve fazer quando se visita a Irlanda. 

E pronto, é isto. Foram 5 dias bem aproveitados, infelizmente o tempo não cooperou sempre, mas isso é um risco que se corre ao viajar para a Irlanda em Fevereiro. Não se pode ter tudo, 'né gente?

As fotos da viagem estão no Instagram, passem por lá.