Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

simply ana

Simplesmente eu.

simply ana

Simplesmente eu.

Ter | 07.02.17

Criei uma dieta

De vez em quando, tenho umas epifanias, dão-se-me assim de repente e vão tão depressa quanto vêm. 

A última que tive (e ainda estou a ter) aconteceu quando, ao passear pelo facebook, me deparei com aquilo da dieta do paleolítico (este termo não faz sentido nenhum, mas vamos ignorar isso e esquecer estes preciosismos pré históricos). Ok, eu já tinha ouvido falar nisso, mas nunca me tinha dado ao trabalho de aprofundar o tema. 

Desta vez, como estou de férias, debrucei-me sobre o assunto.

Resumindo: não estou a seguir a dieta do paleolítico, porque não lhe achei assim tanta piada. No entanto, acho aquele conceito de consumir alimentos naturais e não processados bastante lógico, por isso decidi cortar algumas coisas da minha alimentação.

Decidi apenas ser mais saudável , posso comer tudo o que me apetecer menos merdices carregadas de açúcar e conservantes. Sim, jamais me auto proibirei de comer pão ou arroz, massa de vez em quando, glúten (namoro com uma celíaca e sei muito bem o que é fazer uma dieta assim) e afins. 

Ah, mas o pão às vezes tem açúcar. Pois tem, mas é muito bom. Ah, mas o arroz engorda e a massa é feita de trigo transgénico. Certíssimo, mas eu não quero emagrecer e a massa feita de milho também é transgênica e a aquela treta da courgette a imitar espaguete não é massa. Oh, mas então isso não é dieta nenhuma, continuas a comer coisas consideradas não saudáveis. Pois diz que sim, mas como fui eu que criei esta dieta posso fazer o que me apetecer. Além disso, acho que se deixar de beber refrigerantes e de comer pacotes de batatas fritas já estou a fazer muito por mim ou pelo menos alguma coisa. 

E pronto, é isto. Deve durar uma semana, mas não faz mal.